top of page
Blocos coloridos
  • Foto do escritorRenan Magoo

ABSORVENTE EM TEMPOS DE FRITURA

Atualizado: 8 de mar.




“Minha mulher que menstruava toda terça, corria atrás de mim segurando uma frigideira a ponto de fritar meus ovos!” - Adolf Hitler.


Todo ciclo da TPM deixavam os maridos loucos! Um dia eu saí de casa, pois não aguentava mais ver minha mulher gritando enquanto ela fritava hambúrguer para duzentos anões indianos que conhecera no circo. Sempre que eu entrava no quarto e abria uma gaveta, encontrava um anão no meio das cuecas. Foi o estopim para sair de casa e brigar com outro marido na rua, que também tinha os mesmos motivos para brigar aleatoriamente com alguém, pois todos ali tinham esposas na TPM.

Por causa da TPM muitas brigas de bar surgiram. Depois veio o soco inglês, depois o nunchaku seguido de cuspida no ombro, em seguida as metralhadoras, até que alguém achou urânio na cueca do Papa e pensou: Por que não causar uma guerra mundial e explodir pessoas?


Foi então que resolvi colocar um basta nessa loucura! As pessoas estavam se matando por causa das suas esposas. Chega de calcinhas sujas e clipes da Luísa Sonza em campos de morango! Está na hora de estancar essa menstruação e salvar a mata atlântica!


Partindo do princípio que a TPM deixa a mulher louca, que deixa o homem louco, que causa brigas e conflitos internacionais, que gera a guerra, que compram armas, que soltam mísseis, que pousam na lua e que cantam funk carioca. Era necessário estancar pela raiz o sangramento vaginal, os hormônios descontrolados e aquele cheiro de virilha assado na manteiga com aipim.

Foi nesse momento que eu, senhor Georg Simon Ohm, nascido em Erlangen na Bavária, assumi o papel de físico matemático e através da eletrodinâmica, realizei as primeiras experiências com fios condutores para construir aquilo que chamaria de Absorvente, ou algo que absorve a menstruação através da intensidade de correntes elétricas, criando um circuito galvânico assimétrico para desmaterializar todo sangramento no campo hormonal a nível de vagina enquanto matéria celular obscura.


Creio que não terei tempo de concluir esses testes para criar o Absorvente, pois a vida vem me deixando aos poucos. Estou velho e cansado, logo a morte vai bater à porta e estarei de calças arriadas e sem um fio de cabelo.

Tenho a esperança de alguém ler essa carta e finalizar meu projeto. Deixo aqui algumas anotações e a fórmula para a criação do Absorvente. Por favor, finalize o projeto e salve a humanidade de uma potencial guerra mundial.



Anotações: 29 de junho de 1854.

- Analisando a área da secção transversal sanguínea em período menstrual por 20 ciclos ininterruptos, foi projetado em camadas de circuito elétrico a capacidade de redução em 50% de níquel-cromo TPM para uma ddp de 220v em corrente de 15hms em subseção de 5 Amperes na resistividade do cobre por consumo igual a 0,0172 Ω.mm²/m.


- Por 20 ciclos de gritos frenéticos da minha esposa, enquanto maluca da TPM, foram realizados novos testes usando uma cerca elétrica e fios submetidos a uma diferença de potencial 1,0x10½¼ à subpotência de 4V em relação à Terra. Ela correspondeu bem aos testes nos primeiros dias. A esposa – enquanto cobaia - depois de eletrificada por diversas vezes, resistiu aos efeitos joule, mas não aos resistores ôhmicos como de costume.


Logo abaixo deixo a fórmula prescrita para finalização. Quem resolver o valor V = RI, deverá concluir o projeto e entregar na farmácia em mãos como venda à varejo.



Finalizo aqui com um pensamento: Absorventes salvam vidas. Pergunte para minha mulher. Hoje ela é o Blanka.


Ass: Georg-Simon-Ohm-Hochschule Nürnberg.

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page