top of page
Blocos coloridos
  • Foto do escritorRenan Magoo

AS BATATAS DO REI ARTHUR



Em tempos de furdunço, a santa ignorância de fritar as batatas do Rei Arthur era trivial, sexy e gordurosamente repugnante para os padrões de Camelot.


Nunca vi um rei com a batata assada. Há quem diga que suas partes íntimas, mais conhecido como espadinha de Excalibur, dá um purê de batata jovial e levemente salgada para os paladares das meretrizes encardidas de Nottingham.


Na Távola Redonda, o Rei Arthur reuniu o mais excêntrico grupo da Britânia. Tinha um gordo montado em outro gordo passando óleo queimado nas costas de um terceiro gordo que segurava uma espada feita de aspargos.


Tinha um magro dentro de um porco assado jogando críquete com a rainha.

Tinha o Lancelot lançando um lote de grama, palha e coqueiro.

Tinha uma égua de barba trançada vomitando ervilhas.

E tinha um dragão com calvície tricotando uma bola de fogo.


O grupo discutia fervorosamente em como poderia dominar a Grã Bretanha e logo chegaram num consenso.

- Antes de cavalgarmos para conquistar o país, temos que falar a respeito das batatas das pernas do Rei Arthur – disse Lancelot com um descascador de batatas na mão.

Todos se levantaram, e assim foram convocados no salão: os plebeus, cleros, meretrizes, príncipes, dragões, sapos e rainhas. Ao verem o Rei Arthur sentado no trono, cada pessoa sacou sua ferramenta culinária e fez uma receita.


Teve quem descascou suas pernas, ralou, misturou cebola picada e fritou até ficar crocante. Foram servidos frieiras e unhas em conserva no café da manhã.


Teve quem cozinhou os joelhos do rei, fez um caldo com legumes e frango, adicionou alho, cenoura, páprica e osteoporose. Depois misturou por 18 horas, acrescentou 20 sessões de fisioterapia e serviu no jantar.


Teve quem assou as virilhas do rei, cortou no meio, retirou a polpa, misturou queijo, agrião, cebola verde, terra e um pouco de cuspe de cabra, depois ferveu mais um pouco e serviu no almoço para 200 pessoas.


E teve quem arrancou as partes íntimas do rei, pisoteou até virar purê, acrescentou um pouco de vergonha, manteiga, alho, pimentão, graxa, depois molhou no vinho rose e serviu como prato de entrada.


Depois disso não se teve mais notícias do rei. Dizem que ele fugiu para Birmingham e foi assado no espeto por moradores locais.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page