top of page
Blocos coloridos
  • Foto do escritorRenan Magoo

LONTRAS DO FUTURO. A EXTINÇÃO

Atualizado: 7 de mar.




O ano era 1914. O Rio São Francisco era limpo e as lontras caçavam javalis só para impressionar os texugos do norte e as doninhas do Mississippi. Em terra de mamíferos quem bebe leite é rei.


A guerra começou cedo. As lontras se davam bem com as focas, que se davam bem com os texugos do norte, que se davam bem com as doninhas do Mississippi, que se davam bem com os leões marinhos, que se davam bem com as belugas hippies fumadoras de crack, mas todos esses grupos tiravam sarro das doninhas anãs, pois elas pareciam ratos de glutão.


Cansadas das chacotas, as doninhas anãs montaram um exército de doninhas chamado exército de doninhas. E as doninhas anãs começaram a arremessar doritos na cara das lontras, que revidaram com pneus queimados na cara dos texugos, que revidaram com camisinha usada sabor milk-shake de frango na cara das focas, que revidaram com cola de sapato na cara dos leões marinhos, que revidaram com um tanque de guerra na cara das belugas fumadoras de crack, que revidaram com um prédio de 20 andares na cara do porco espinho, que revidou com um discurso na ONU sobre o aquecimento global e perucas sintéticas do Silvio Santos.


Depois de um conflito intenso entre mamíferos, ciborgues e papas Bentos XVI. Houve um período de trégua. Os danos pós guerra foram muito mais catastróficos para as lontras que perderam uma geração de lontras. Já as belugas fumadoras de crack, se deram bem e criaram sua primeira startup da cracolândia sitiada na Europa, e hoje em dia é muito popular no centro da cidade de São Paulo. “Já fumou uma beluga hoje?”. Esse é o slogan de boas vindas da cidade.


O último casal de lontras que sobreviveu a guerra, criou uma máquina do tempo, voltou no ano de 508 a.C e abriu uma paleteria mexicana. Na época, o arconte Clístenes gostou da novidade trazida pelas lontras do futuro e implementou em Atenas várias reformas para a criação da democracia, e dessa forma trouxe o ostracismo que consistia em:


1 – Expulsar da cidade por 10 anos qualquer indivíduo que não gostar de paleta mexicana;

2 – Proibir belugas, texugos, focas, leões marinhos e Silvio Santos de transarem;

3 – Estabelecer apostas online como programa oficial do governo;

4 – Permitir as lontras de andar na rua sem roupa;

5 – Autorizar prisão e execução de indivíduo que passar manteiga no mamilo do Xerxes.


E foi assim que a ordem foi estabelecida. As lontras procriaram e construíram um grande império das lontras e uma enorme rede de paleteria mexicana espalhado pelo mundo. Mas devido a viagem no tempo, as lontras modificaram o curso da história criando uma fissura na tempo espaço. Após 10 anos de império das lontras, Noé apareceu, criou a arca, houve um dilúvio e ele não levou as lontras nessa viagem. As lontras entraram em extinção...


Dois mil anos se passaram e uma beluga encontrou a máquina do tempo criado pelas lontras. A beluga viajou até o ano de 2030 e se assustou ao ver pessoas viciadas em lamber axilas peludas de mendigo no centro de São Paulo. Não tinha mais crack, nem bebida alcoólica, e nem funk. Somente virilhas assadas, axilas empanadas e um pandeiro verde e amarelo. Foi então que a beluga resolveu voltar no tempo, no ano de 1990, e criar a cracolândia.


OBS: Se a lontra existisse, criaria a igreja Universal.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page